• O Sacerdócio Universal dos Crentes (cf. 1Pe. 2.5, 9; Ap. 1.5-6).

    Também chamada de “Sacerdócio de Todos os Crentes”, essa doutrina foi essencialmente importante na Reforma Protestante do século XVI, uma vez que a Igreja Católica defendia severamente a diferença entre clérigos e leigos, sendo que somente os aqueles possuíam acesso direto a Deus. Os leigos, por sua vez, precisam exatamente

  • partiam_de_casa

    Deus, maná e sustento. Êxodo 16.1-36

    A pergunta que Israel fazia logo após ser liberto milagrosamente do Egito era “Como Deus pode nos sustentar nesse deserto?” Embora livres, precisavam aprender uma lição importante para caminharem até a Terra Prometida – confiar no SENHOR. Essa confiança pode ser vista no relato da colheita do maná. Foi dito

  • mundanismo_vida cristâ

    Consagração – Um desafio para 2018

    Ora, todos quantos querem viver piedosamente em Cristo Jesus serão perseguidos. 2Tm.3.12 É triste constatar que, cada vez menos, nós crentes estamos preocupados em consagrar nossa vida e família ao Senhor. Infelizmente, muitos crentes sabem mais de novelas do que da Bíblia. Ás vezes, adolescentes e jovens conhecem mais cantores e

  • Porque Celebramos o Natal

    Não encontramos na Bíblia a menção do termo NATAL, nem indicações de que os Cristãos primitivos celebravam o aniversário do nascimento de Jesus. Entretanto, quase que a totalidade do mundo Cristão comemora esta data no dia 25 de dezembro. Porque esta comemoração? É lícito celebrarmos uma festa que não é

  • nascimento_Jesus

    O verdadeiro Natal – Lucas 2.8-20

    O natal hoje está descaracterizado. Para muitos é só a maior festa capitalista. É a celebração do consumo. Lembra-se de tudo: parentes, amigos, necessitados, presentes, banquetes comemorações e festas (não há problemas em muitas dessas coisas). Mas o natal não existe para celebrarmos as coisas ou o outro, mas a

  • entregando_flor

    A maravilhosa tarefa da igreja: Servir a Deus

    A igreja de Deus não serve a ídolos mudos e nem uma força impessoal, mas a um Deus que fala ao seu povo e que também os ouve. E esse povo de Deus representa as realidades firmes e eternas, que não mudam com as marés culturais. Esse povo é chamado

  • Porque muitas vezes somos derrotados espiritualmente – Josué 7.10-13

    Porque a santidade não é mais nosso maior anseio. Salmo 130.6 – A minha alma anseia pelo Senhor mais do que os guardas pelo romper da manhã. Ser santo é ser como Jesus. Nossa santidade deve não só ser moralmente boa, mas moralmente bela, porque em Ef 2.10, a palavra “feitura” (grego, poiema) significa “obra

  • dizimo

    Perguntas e respostas sobre o dízimo

    O dízimo é um assunto espinhoso e amargo para alguns paladares. Numa tentativa de se esquivar dessa obrigação, muitos recorrem a subterfúgios teológicos e malabarismos exegéticos para descaracterizarem a obrigatoriedade da entrega dos dízimos. Se dependessem deles a igreja fecharia as portas. Não existiriam templos, pastores, missionários, bíblias distribuídas, assistência social

  • Vai aos teus e anuncia

    Vai para tua casa, para os teus. Anuncia-lhes tudo o que o Senhor te fez e como teve compaixão de ti. (Mc. 5.19) A Bíblia nos informa que “um homem possesso de espírito imundo” (Mc. 5.2) foi encontrado pelo Nosso Senhor Jesus. Este homem, que antes “vivia nos sepulcros, e

  • familia

    Cuide dos seus – 1Tm. 5.8

    Se alguém não cuida de seus parentes, e especialmente dos de sua própria família, negou a fé e é pior que um descrente.  Deus nos deu o privilégio de conviver com pessoas queridas ao nosso redor. Temos a nossa família, amigos e irmãos na fé. Mas, será que eles estão